DELICIAS DE MINAS GERAIS - BRASIL [18] [73ª Edição]

    • DELICIAS DE MINAS GERAIS - BRASIL [18] [73ª Edição]

      Olá amigos e patricios Portugueses,


      Como todos devem saber sou brasileiro. Aqui temos uma culinária particular e muito saborosa. Em minha região então (Minas Gerais) temos excelentes pratos tipicos que podem ser feitos em qualquer parte do mundo. Vai então uma de nossas receitas. Espero que experimentem e gostem.



      INGREDIENTES


      1 kg de sobre coxa ou coxa de frango sem pele
      Suco de 1/2 limão
      500 g de quiabo
      3 colheres (sopa) de óleo
      1 cebola cortada em rodelas
      1 tomate sem pele e sem sementes picado
      1 xícara (chá) de água fervente
      1 caixa de molho branco


      MODO DE PREPARO


      Retire a pelo do frango, lave e regue com o suco de limão
      Reserve
      Lave os quiabos e escorra-os bem
      Segue-os e corte-os em pedaços de 2 cm
      Aqueça uma colher (sopa) de óleo e refogue bem os quiabos
      Retire-os da panela e reserve
      A seguir, na mesma panela, aqueça o restante do óleo e frite os pedaços de frango por cerca de 15 minutos
      Junte a cebola, o tomate e refogue um pouco mais
      Adicione a água e deixe cozinhar com a panela destampada por aproximadamente 10 minutos
      Diminua o fogo, acrescente o quiabo reservado e deixe cozinhar por mais 5 minutos, sacudindo a panela de vez em quando
      Pingue um pouco de água, se necessário
      Finalize com o molho branco e a salsinha
      E claro sem um angu mole acompanhando não estaria completo. Ah.. Arroz nem pensar heim. Para deixar mais espaço para estas iguarias.






      INGREDIENTES



      4 colheres de sopa de fubá
      150 ml de água para misturar o fubá
      400 ml de água para ferver
      Sal a gosto

      MODO DE PREPARO


      Inicie colocando os quatrocentos ml de água em uma panela preferencialmente com o corpo mais alto e ferva a mesma
      O corpo da panela deve ser mais alto senão vai espirar na hora de incorporar os ingredientes
      Em uma vasilha pequena coloque cento e cinquenta ml de água e despeje na mesma as quatro colheres de fubá
      Misture e deixe a parte
      Quando a água estiver fervendo, adicione o fubá já incorporado com os cento e cinquenta ml de água e misture tudo por cerca de três a cinco minutos e tampe a panela
      É importante notar que a incorporação dos ingredientes vai engrossar e ficar um mingau
      Se ficar muito grosso, coloque mais um pouco de água, mas não muito
      Uma vez ou outra mexa o angu para que não queime e todo corpo do alimento seja cozido por completo
      O angú deve ser preparado com colher de pau
      Para saber se o angú esta pronto basta observar a panela
      Se nas bordas se o mesmo estiver desprendendo esta pronto
      Para finalizar, coloque o angu em um prato fundo e tampe com outro prato por cima
      Destampe de dez em dez minutos para tirar o suor que fica no prato de cima
      Deve ser feito isto pelo menos três vezes para que o angu não fique enxarcado de água
      Após esfriar um pouco sirva

      Deu agua na boca, só de pensar nesta delicia. Espero que façam, se deleitem e deem aqui sua opinião do que acharam desta comida tipica de minha região.


      Abraços a todos.

      Redactor: sendero
      Chefe da redação: Alem da Lenda


      Enquanto meu coração bater,
      estarei dia após dia, a buscar a expansão de minha ignorância.

      The post was edited 2 times, last by Alem da Lenda ().

    • eheheh, eu prefiro mesmo o franguinho com os quiabos, mesmo que não leve o molho branco final.

      Quanto ao teu "angu", creio que é o mesmo prato que em Luanda se chama "funge", feito de farinha de mandioca e fica branco, ou farinha de milho e fica branco ou amarelo consoante a côr do milho. Creio que é esta farinha a que no Brasil chamam fubá e em Angola simplesmente fuba (diz-se tornando tónico o "u").

      A farinha de mandioca é tradicionalmente mais usada no Norte do País e a farinha de milho no Sul, sendo aí, o prato denominado pirão em vez de funge.

      Eu nunca gostei de funge apesar de desde pequena o tentar comer. Há uma maneira especial de o comer, fazendo pequenas bolas que molham no molho do acompanhamento e engolem sem necessidade de mastigar. Faz-me muita impressão, mas há famílias que não o dispensam quase diariamente.
      O Tempo pergunta ao Tempo
      Quanto Tempo o Tempo tem
      O Tempo responde ao Tempo
      Que o Tempo tem tanto Tempo
      Quanto Tempo o Tempo tem



      Eu não tenho inimigos, tenho fãs revoltados !!!

      Beta D J E My -KJ- Alpha NZDOM

      The post was edited 1 time, last by megar ().

    • O nome é secundário sendero. Eu baseei-me na forma de confeccionar e creio que é a mesma.
      O Tempo pergunta ao Tempo
      Quanto Tempo o Tempo tem
      O Tempo responde ao Tempo
      Que o Tempo tem tanto Tempo
      Quanto Tempo o Tempo tem



      Eu não tenho inimigos, tenho fãs revoltados !!!

      Beta D J E My -KJ- Alpha NZDOM
    • _Marconi_ wrote:

      É meu amigo, pense em um lugar maravilhoso é minas gerais, e tem gente que pensa apenas em pão de queijo rs.


      Muito obrigado sendero, graças a ti hoje vou ter que sair das congeladas e preparar algo dai kkk.


      Abraço.
      Vais gostar com certeza. :D


      Enquanto meu coração bater,
      estarei dia após dia, a buscar a expansão de minha ignorância.
    • Glad wrote:

      Nunca experimentei esse tipo de comida Brasileira mas já comi Picanha com feijão preto que é de se lamber os beiços
      Um prato aqui inexistente. O feijão preto usamos normalmente para fazer a feijoada. Já a picanha acompanha normalmente fritas e farofa.. hehe. Mas, gosto é gosto... 8o


      Enquanto meu coração bater,
      estarei dia após dia, a buscar a expansão de minha ignorância.
    • Alem da Lenda wrote:

      Sendero é o único conhecido meu que pode comer picanha todos os dias
      Basta ter um vitelo e ir cortando um bife todos os dias.

      (Hi, que disparate)
      O Tempo pergunta ao Tempo
      Quanto Tempo o Tempo tem
      O Tempo responde ao Tempo
      Que o Tempo tem tanto Tempo
      Quanto Tempo o Tempo tem



      Eu não tenho inimigos, tenho fãs revoltados !!!

      Beta D J E My -KJ- Alpha NZDOM
    • Nunca entendi por que é que todos falam tanto da picanha, oh partezinha ruim, cheia de gordura, eca, para assar prefiro a maminha à ela, entretanto, churrasco para mim tem de ter: coração de galinha, tender e cupim, aí sim é churrasco, picanha estou fora...
      Sobre o feijão preto, prefiro ele a todos os outros tipos.

      "Ninguém é tão grande que não possa aprender, nem tão pequeno que não possa ensinar..."