Tornaram-se papás [4] [73ª Edição]

    • Tornaram-se papás [4] [73ª Edição]



      Tornaram-se papás






      Com o passar dos anos, os jovens crescem e tornam-se adultos e os adultos vão ficando mais e mais velhos.



      É assim que, desde o início do Ikariam, é na camada juvenil que aconteceram mais mudanças de estado. Uns tornaram-se universitários, outros enveredaram pelo mercado de trabalho, casaram, tiveram filhos... Qualquer dos casos com responsabilidades acrescidas. Mas vamos agora saber o que acontece

      Quando os guerreiros se tornam pais



      O Papyrus fez mais uma sondagem entre os jogadores. Vamos conferir:

      1 -
      Quando começaste a jogar Ikariam?

      2 - Que idade tinhas?

      3 - Tornaste-te pai / mãe, após teres começado a jogar. Quais os problemas e influência que essa mudança de estado te trouxe ao jogo e quais as metas / perspectivas para o futuro próximo?






      DarkAquaman


      The Aquaman wrote:

      1 - Quando comecei a jogar, era meados de 2008.

      2 - Eu tinha 28 anos

      3 - Nessa época eu nem esperava ficar tanto tempo. Mas para minha alegria eu tinha uma galera bastante empenhada e competitiva.

      De lá para cá, muita coisa mudou. E dessas grandes mudanças diz respeito a chegada do meu filho.

      Se eu disse que não houveram mudanças, estarei mentindo. Assim como outros, tive que me adaptar à minha nova responsabilidade.

      Benício veio como um sonho de Outono. Um fruto mais que desejado onde tive que refazer minhas metas pessoais.

      Acrescentado veio a mudança de moradia. Antes eu era um jovem no corpo de um homem de 33 anos, quando em meados de 2013 veio a grande notícia: ia ser papai.

      Quando ele nasceu, Tive que trocar as madrugadas ao jogo por noites sem dormir para ajudar a minha esposa a cuidar dele. Continuar por aqui teve que ter mudanças. Mudei o desejo de ser um gladiador titã por um construtor intelectual. As metas por ser um pacificador ficaram mais importantes devido a redução de tempo ao jogo.

      Descobri então que era casado com uma guerreira. Não passei por 10% das dificuldades que ela passou. Ser mãe é infinitamente mais complicado que ser pai.

      A alegria não há como ser medida. E nisso já se vão quase 3 anos. Tive que mudar meu comportamento ao trabalho também. Agora mais do que antes tenho que me manter num trabalho, isso não quer dizer ser puxa saco de chefe mas de mostrar cada vez mais que posso me manter sem precisar disso.

      E 2017 tem de ser um ano de mais mudanças. Não sei como isso irá afetar o Ika mas tenho planos de voltar aos estudos, de melhorar minha formação profissional ou até de emprego. Quando a gente se sente sozinho numa multidão é hora de rever suas ações. Ouvir: "Quem pariu Mateus que balance o berço" foi a gota d´água.

      Bom, o que irei fazer o para o resto do ano decidirei nas próximas semanas. Vocês serão informados. Algumas diversões on-line serão revistas, irei dar prioridade a continuar naquelas que não me são tão importantes. O ika ainda está a salvo.

      Espero que este ano seja para todos um ano de conquistas e novas metas. Pois a minha é trazer mais alegria para dentro de minha casa.






      Kleinenberg


      kleinenberg wrote:

      1 - 2008

      2 - 24 anos

      3 - Muda tudo, o problema maior é o tempo ser mais reduzido! Existem outros fatores como cansaço e responsabilidades de ser pai que nos afastam mais do jogo.







      Kilhonero



      -Kilhonero- wrote:

      1 - Comecei a jogar em 2 de Abril de 2008.

      2 - Tinha 27 anos (e meio).

      3 - Desde então até hoje tive dois filhotes (um casalinho),em Dezembro 2012 e Novembro 2016 que te muda as prioridades de tudo, não apenas do jogo mas do próprio sentido das coisas. Tudo passa a ser secundário, numa primeira fase por uma questão de necessidade e acompanhamento (não apenas às crianças mas à própria mãe), e numa segunda fase porque um filho é sempre uma opção mais "válida" que qualquer jogo. No entanto, com muita vontade, consegue conciliar-se um pouco de tudo mas sem as jornadas e "maratonas" de outros tempos, onde se passavam dias e noites a fio por um objectivo comum. Eles não deixam de existir, mas fazem-se agora com mais tempo e conta-se com mais ajuda, o tempo é gerido de outra forma pela própria aliança. As missões são mais partilhadas e deixa de haver a "necessidade" de ser para ontem.

      A única forma de manter actividade no jogo é mesmo esta, tirar-lhe peso e responsabilidade, alargar os prazos nas metas e fazer da vontade comum a nossa maior arma, saber com quem se conta e utilizar da melhor forma cada minuto que cada elemento (seja ele pai ou não) possa dar às missões da aliança.

      Relativamente ao futuro, é sempre difícil prever, sobretudo quando se é pai/mãe de primeira viagem e cada fase de cada filho é uma incógnita no que nos exige, no entanto, existe a vontade de continuar a conciliar ikariam e família (na medida do possível) mas sempre com a certeza que o tempo e dedicação muito dificilmente voltarão a atingir os níveis de um passado "pré natal".







      bkbinho



      bkbinho wrote:

      Questão 1 - Se não me falha a memória eu jogo desde 2009.

      Questão 2 - Eu tinha 17 anos.

      Questão 3 - Sim , sou pai recentemente e estou muito feliz com o acontecido. Referente a problemas, só a falta de tempo que não deixa vir ao jogo , mas isso é questão de planejamento , e para o futuro eu ainda pretendo jogar muito ikariam, pois é onde fiz alguns amigos e temos fé que voltaremos todos a nos divertirmos um pouco mais todos juntos novamente.







      bolorrei



      bolorrei wrote:

      1 - 6 anos +/-

      2 - 27 anos

      3 - Menos tempo disponivel para jogar, agora é apenas para passar tempo.






      Temos mais algum papá / mamã, que queira dar-nos a conhecer de que maneira viram o Ika virar de pernas para o ar com a chegada de um bebé? Deixem os vossos comentários.


      Nota 1:
      Imagens da internet
      Nota 2: Não utilizei o Acordo ortográfico


      Redactor(a): megar
      Chefe de Redacção: Alem da Lenda
      O Tempo pergunta ao Tempo
      Quanto Tempo o Tempo tem
      O Tempo responde ao Tempo
      Que o Tempo tem tanto Tempo
      Quanto Tempo o Tempo tem



      Eu não tenho inimigos, tenho fãs revoltados !!!

      Beta D J E My -KJ- Alpha NZDOM

      The post was edited 5 times, last by Alem da Lenda ().

    • Gosto muito de ler coisas do tipo "o que aconteceu enquanto estávamos a jogar ikariam". Esse especial do pais foi muito divertido e interessante. Não sou pai mas me imaginei na posição deles. Parabéns aos entrevistados por compartilhar suas histórias. E a megar também. :desismileys:

      Em direção a um novo horizonte...
    • Parabéns pela matéria megar.

      Este tipo de matéria é incentivadora, pois permite perceber que com organização o nosso hobby não precisa ser deixado de lado, e que podemos fazer tudo que queremos, nem que seja menos, mas podemos...

      Querer é poder...

      "Ninguém é tão grande que não possa aprender, nem tão pequeno que não possa ensinar..."