Trabalhar um combate Marítimo 72ª Edição

    • Trabalhar um combate Marítimo 72ª Edição




      Trabalhar um combate Marítimo



      Ora muito bem-vindos a mais uma espetacular edição do vosso jornal favorito.. Qual? Qual? O claro... Neste trabalho vamos falar sobre.. bem basta ler o título :P Não percam a oportunidade de dar a vossa opinião.. Esperemos que isto vos ajude no futuro e especialmente que ajude a animar os mundos..

      Preparação



      Caros leitores, como, em qualquer situação, para se atacar necessita-se planear o ataque. Ora, daí começar por.....a preparação. Fácil, comecem por estudar o vosso adversário. Querem ideias?? Aqui vai. Como todos sabemos, hoje em dia, torna-se fácil arranjar coordenadas. Vamos, fazer de conta que vou "caçar" o jogador X. Começo da seguinte forma, procuro as coordenadas. Vejo se ele está numa aliança, venho ao fórum procurar, tenho ver Duelos ou RC's onde ele teve envolvido. Porque? Porque assim, consigo, devido ao comodismo, ver as cidades onde as geralmente ele tem as tropas. Com isto, aponto tudo num papel. De seguida, procuro uma base. Com guarnição ou não, prefiro optar sempre por jogadores com pontuações altas e generais. Uma simples MP geralmente resolve tudo, e garantimos que quase de certeza não são "amigos" do nosso X. Aqui vai... Lanço-me ao mar...



      A caça



      Chamo-lhe a caça porque? Porque meus caros amigos, como todos sabemos, toda a presa dá trabalho.. O que opto por fazer? Ataco os portos da ilha dele com 3 triremes, sim, da ilha dele, porque acima NUNCA se deve atacar logo a ilha por causa do Cidades, chamo-lhe um bufo.. Diz logo que temos alguém na nossa ilha. Portanto, envio 3 triremes, isto porque são barcos fáceis de construir (geralmente faço muitooooooooooooos), e quando atacamos, se o defensor tiver 1 submergivel, 1 porta balões, ou algo assim, capturamos logo de imediato, e caso não tenha aparece a mensagem "A sua frota foi dada como perdida". Dica pessoal, aqui significa que há combate para fazer. Isto, serve para irmos apanhando e juntando pontos de ação... Feito isto, vamos fazer o mesmo para as cidades todas do nosso amigo X. Começo por as cidades que acima apontei... Como, quase, sempre, acabo por acertar nas cidades já planeadas, mas quando assim não acontece, os triremes fazem de espiões, pois como disse, mensagem "A sua frota foi dada como perdida", dá para atacar.. Perfeito!! Vamos ao ataque..



      Ataque



      O ataque.... A melhor parte, ou a pior, depende do ponto de vista :P .. Agora a serio, a melhor parte do nosso combate.. O ataque tem tudo para correr bem se tivermos preparados. O medo de arriscar, muitas vezes estraga tudo.. Portanto, sem medo, ate porque, mesmo que ele tenha mais barcos, vamos fazer estragos e quando não der mais, retira-se.. Sim, retira-se, não liguem ao "medricas", "galinha", "ciclista", para esses responde-se "Roma e Pavia não se fizeram num dia, o resto há-de ir".. Sinceramente, retirar faz parte da estratégia, aliás, para que andar ali a matar tudo para estragar o RC quando já houve tanto trabalho por trás? Para atacar, tem de se pensar em tudo. Como de costume, ando sempre com, no mínimo, 3000 barcos, o que geralmente me chega porque faço muitos reforços e recargas para as linhas traseiras, para a frente também, mas para a frente ando com muitos barcos para garantir não ter de retirar. Agora, admito que já o fiz, como atacante, e como defensor, mas isto sempre depois de já ter dado tudo no RC e agora só ia estar lá a dar pontos ao adversário e perder o meu trabalho todo.. Basicamente, aqui, o que se deve fazer? Simples, pegam na vossa frota e atacam.. Com tudo?? Não, claro que não, atacam com apenas 300 barcos.. Chega para começar um combate a ganhar? Chega e sobra :P.. Como? Ora aqui vai:





      72 triremes (como falado na edição anterior)

      36 lança chamas

      50 arietes a vapor

      42 morteiros

      35 lanças rapidas

      40 submergiveis

      10 porta baloes

      10 reparadores





      295 barcos... maioria dos defensores nem foge, e quando eles lá chegam... Coça :P Agora a pergunta, mando isso e depois ? Fica atento à próxima edição, pois o Papyrus não dorme... Amigos, não percam mesmo a próxima edição, pois vamos abordar o tema "Como sustentar um ataque marítimo".... "Trabalhar um combate terrestre"..







      Redactor: -R-_Nice_-R-
      Chefe de Redação: Alem da Lenda


      Quando o sangue respira o ódio, não pode dissimular-se

      The post was edited 7 times, last by Alem da Lenda ().